Palavras proféticas para os dias atuais

Escolha um outro subtópico se quiser acessar os distintos conteúdos da seção.

Para uma visão geral sobre “Profecia” permaneça nesta página e leia o conteúdo abaixo.

Entenda o que é Profecia e Ministério Profético

Texto de Joanilson Rodrigues

Você sabe o que é um Tratar Profético ou a diferença entre Palavra Profética e Ministério Profético ?

Primeiramente é preciso dizer que Deus fala ao seu povo (e também aos homens que ainda não são seus) de diversas formas: Através de sua palavra, que é a bíblia sagrada; Através de seus profetas; Por Visões e sonhos ou até mesmo por meios seculares como a poesia e a observação da natureza.  Obvio que, afora as Sagradas Escrituras, tudo o mais contém meros fragmentos da palavra de Deus, a qual chamamos de “palavra da verdade”.

As leis da física, por exemplo (Lei da Inércia; Lei da Ação e Reação; ou Lei da gravidade) podem nos ensinar, por analogia, um fragmento do que sejam Leis Espirituais e como estamos sujeitos a elas, conheçamos ou não os seus princípios, pois mesmo que alguém diga que não conhece a teoria da lei da gravidade, não poderá pular do 10º andar de um edifício sem que se fira gravemente.

A ideia comum que se tem sobre profecia é que trata-se sempre de alguma revelação futura ou quase sempre catastrófica como as populares profecias de Nostradamus, mas o conceito bíblico de profecia não é este. Deus deu o livre arbítrio ao homem, mas quase sempre ele o usa mal e o Senhor, em sua infinita misericórdia, evita abandoná-lo no estado em que está e sempre, de algum modo, o adverte dos perigos que advirão de más escolhas que fizer. O conselho dos pais a uma filha que namora um rapaz beberão e violento pode ser uma palavra profética, um fragmento da vontade de Deus para a vida dela. O exemplo de um filme ou testemunho de um desconhecido pode trazer fragmentos do que Deus quer dizer a uma determinada pessoa.

Para entendermos o mínimo da personalidade divina precisamos lembrar que Deus não é uma mera “energia” ou uma força. Deus é uma pessoa. Uma pessoa semelhante a nós, mas com atributos diferenciados que só ele tem. Nenhum homem é onisciente, onipresente ou onipotente, nem tampouco é bom, justo, verdadeiro, misericordioso, amoroso, santo e digno como ele é.

É obvio que parte desta visão sobre leis espirituais em analogia às leis naturais se assemelha com aquela história sobre os cinco cegos definindo o elefante, cada um segurando apenas uma parte dele:

Cada um dos cinco cegos foi posicionado em uma parte diferente do elefante e foi pedido a cada um deles que definisse o que era um elefante a partir daquilo que tateava.

Um cego, o primeiro, abraçado à enorme perna do elefante o definiu assim: “Elefante é algo semelhante à coluna de um templo.”

Outro que tocava a tromba disse:  ”Elefante é algo semelhante a uma enorme cobra. Talvez tenha as dimensões de uma sucuri, uma jiboia ou uma Piton.”

O terceiro, tocando a cauda, disse: “Elefante é algo fino semelhante a um grande cipó ou uma corda.”

O quarto cego que segurava a orelha do animal disse: “Elefante é algo que se assemelha a um enorme leque de abanar“.

O quinto e último cego afirmou com certeza: “Elefante é uma enorme montanha que se eleva entre o céu e a terra“….

Primeiras diretrizes para o correto entendimento do que é Profecia

Leia com atenção este texto de 1 Coríntios 14:22-33:

“Que farei, pois? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento; cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento. ” 1 Coríntios 14:15

“De sorte que as línguas são um sinal, não para os fiéis, mas para os infiéis;

 e a profecia não é sinal para os infiéis, mas para os fiéis.

Se, pois, toda a igreja se congregar num lugar, e todos falarem em línguas, e entrarem indoutos ou infiéis, não dirão porventura que estais loucos? Mas, se todos profetizarem, e algum indouto ou infiel entrar, de todos é convencido, de todos é julgado.

Portanto, os segredos do seu coração ficarão manifestos, e assim, lançando-se sobre o seu rosto, adorará a Deus, publicando que Deus está verdadeiramente entre vós. Que fareis, pois, irmãos?

Quando vos ajuntais, cada um de vós tem salmo, tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação. Faça-se tudo para edificação.

E, se alguém falar em língua desconhecida, faça-se isso por dois, ou quando muito três, e por sua vez, e haja intérprete.

Mas, se não houver intérprete, esteja calado na igreja, e fale consigo mesmo, e com Deus.

E falem dois ou três profetas, e os outros julguem. Mas, se a outro, que estiver assentado, for revelada alguma coisa, cale-se o primeiro.

Porque todos podereis profetizar, uns depois dos outros; para que todos aprendam, e todos sejam consolados.

E os espíritos dos profetas estão sujeitos aos profetas.Porque Deus não é Deus de confusão, senão de paz, como em todas as igrejas dos santos”

 

A Profecia não deve ser desprezada jamais ( ITss 5:20), mas deve ser julgada. ( I  Cor 14:29) A preocupação do apóstolo em que os cristãos parececem loucos para os de fora não vem de agora.

Fato é também que Deus não “toma” nem “Baixa” em ninguém.

São Paulo diz que o Espírito dos Profetas devem estar submissos a eles mesmos.(V.32)

Esta submissão não é nem a Deus, nem a este ou aquele homem, mas sim ao próprio profeta. Ou seja, se o profeta não quiser falar, ele não fala ( veja os casos do profeta Jonas relutando em ir pregar em Nínive(Jn 1:3), o profeta Jeremias arumentando que é apenas uma criança( Jr 1:6-7) ou mesmo Moisés ponderando que era gago para não ser obrigado a ir falar aos Egípicios (Êxodo 4:10-12)).

Portanto, quem não quiser dançar para Deus, não dançará. Quem não quiser cantar, não cantará. Podemos dizer também que quem não quiser profetizar, não profetizará.

Em quaisquer manisfestações espirituais de profecia ou palavra profética, São Paulo ensina que os Cristãos devem Julgar.( v29) Julgar a pessoa? Não! Mas julgar a profecia ou a suposta ação do Espírito Santo naquela pessoa, pois a profecia deve exortar, consolar ou edificar (v.3)

Os Cristãos não-pentecostais vêem com muita desconfiança quaisquer manifestações proféticas ou carismáticas nos dias atuais, baseados no versículo que diz que no final dos tempos hão de surgir falsos profetas.(Mt 24:11)

É verdade que surgirão e aliás, podemos afirmar com toda a certeza de que já surgiram e continuarão a surgir, mas em nenhum instante a palavra de Deus diz que no final dos tempos não haverá profetas verdadeiros ou que todos os profetas que surgirem deverão ser qualificados como “falsos”. Isso é um erro gravíssimo de interpretação, pois pode nos levar à total insensibilidade para a voz do Espírito Santo nesses últimos dias e ao que o Espírito diz às Igrejas.

É certo o que o apóstolo Pedro diz: ” E ouvimos esta voz dirigida do céu, estando nós com ele no monte santo; E temos, mui firme, a palavra dos profetas, à qual bem fazeis em estar atentos, como a uma luz que alumia em lugar escuro, até que o dia amanheça, e a estrela da alva apareça em vossos corações.

Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação. Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo.” 2 Pedro 1:18-21

Pedro nos diz que fazemos bem em estar atentos à palavra de Deus que vem dos céus até a nós por meio de seus profetas e que isso se dará até que a Estrela da Alva apareça em nossos corações. Quem é a “Estrela da Alva” ou a “Estrela da manhã”? É Jesus Cristo.

O próprio senhor Jesus ensinou que devemos confiar nas escrituras e nos profetas.( Lc 16:31)

Esta passagem de Pedro sugere que devemos ouvir os profetas até o dia em que amanheça e vejamos claramente todas as coisas o que não aontecerá nesta vida, mas sim no mundo vindouro quando Jesus voltar. ( I Cor 13:9,10,12)

Neste dia, não precisaremos mais de templos(Apc 21:22) nem de ensinamentos porque a palavra de Deus estará escrita em nossos corações: ” E não ensinará mais cada um a seu próximo, nem cada um a seu irmão, dizendo: Conhecei ao SENHOR; porque todos me conhecerão, desde o menor até ao maior deles, diz o SENHOR; porque lhes perdoarei a sua maldade, e nunca mais me lembrarei dos seus pecados.” (Jeremias 31:34)

Portanto, devemos zelar para que as profecias não sejam menosprezadas nos dias atuais, pois ela continua sendo ferramenta útil na soberana vontade de Deus.

Vejamos esta palavra de Jesus quanto a esta postura de não se envolver com igreja que manifesta dons espirituais carismáticos ( I Cor cap. 12), aparentemente correta do ponto de vista teológico, mas incongruente do ponto de vista espiritual , narrada em Mateus 11:17-19: “E dizem: Tocamo-vos flauta, e não dançastes; cantamo-vos lamentações, e não chorastes. Porquanto veio João, não comendo nem bebendo, e dizem: Tem demônio. Veio o Filho do homem, comendo e bebendo, e dizem: Eis aí um homem comilão e beberrão, amigo dos publicanos e pecadores. Mas a sabedoria é justificada por seus filhos “

Para mim, amados irmãos,  o “X” da questão está em buscarmos o equilíbrio, que nada tem a ver com ser comedido ao extremo de não ter coragem de dançar para Deus como nos ensina o salmo: “Louvai-o com o tamborim e a dança, louvai-o com instrumentos de cordas e com órgãos. “Salmos 150:4

Devemos estar diante de Deus com liberdade e discernimento, mas o discernimento que é baseado na palavra de Deus!

O primeiro aspecto refere-se à comunhão do homem com o Espírito Santo de Deus. Além da conhecida passagem de Pentecostes em Atos dos apóstolos capítulo 2, quando vieram línguas de fogo sobre os discípulos do Senhor. Gostaria de refletir ainda sobre algumas outras do antigo testamento. A primeira é sobre a unção de Deus que veio sobre a vida de Saul.

“Sucedeu, pois, que, virando ele as costas para partir de Samuel, Deus lhe mudou o coração em outro; e todos aqueles sinais aconteceram naquele mesmo dia.

E, chegando eles ao outeiro, eis que um grupo de profetas lhes saiu ao encontro; e o Espírito de Deus se apoderou dele, e profetizou no meio deles.E aconteceu que, como todos os que antes o conheciam viram que ele profetizava com os profetas, então disse o povo, cada um ao seu companheiro: Que é o que sucedeu ao filho de Quis? Está também Saul entre os profetas? ” 1 Samuel 10:9-11.

Em contraposição ao que diz I Cor 14, que o Espírito do Profeta deve estar-lhe submisso, está passagem sugere que Saul foi tomado pelo Espírito de Deus. Na verdade, creio que a presença de Deus pode ser tão forte que leve o homem a profetizar, mas nunca, jamais irá tomar a sua consciência.

Vejo como um quarto escuro, que é a nossa alma-espírito-corpo-e-mente, que é invadido por uma luz clara. Somos compelidos a profetizar, mas nunca tomados, pois como diz São Paulo: O Espírito do profeta deve estar sujeito ao próprio profeta , significando que cada pessoa deve ter controle sobre si.

Mas podemos dizer que há mais caracterização pentecostal nos livros de Samuel do que mesmo em atos dos apóstolos, isso é claro, se considerarmos esse modelo um tanto quanto isento de ação própria, bem diferente de I Coríntios 14.

Esta passagem  a seguir , nos parece um exagero, mas realmente é uma das mais impressionantes do antigo testamento:

“Então enviou Saul mensageiros para trazerem a Davi, os quais viram uma congregação de profetas profetizando, onde estava Samuel que presidia sobre eles; e o Espírito de Deus veio sobre os mensageiros de Saul, e também eles profetizaram.

 E, avisado disto Saul, enviou outros mensageiros, e também estes profetizaram; então enviou Saul ainda uns terceiros mensageiros, os quais também profetizaram.

 Então foi também ele mesmo a Ramá, e chegou ao poço grande que estava em Secu; e, perguntando, disse: Onde estão Samuel e Davi? E disseram-lhe: Eis que estão em Naiote, em Ramá.

 Então foi para Naiote, em Ramá; e o mesmo Espírito de Deus veio sobre ele, e ia profetizando, até chegar a Naiote, em Ramá.

E ele também despiu as suas vestes, e profetizou diante de Samuel, e esteve nu por terra todo aquele dia e toda aquela noite; por isso se diz: Está também Saul entre os profetas? ” 1 Samuel 19:20-24

O que diríamos hoje, se alguém ficasse nu durante todo um dia e durante toda uma noite profetizando diante de Deus no meio de uma estrada ou mesmo dentro de um templo, mesmo que só houvesse homens ali?

Isto já seria um escândalo, mas o Espírito Santo tomou homens que iam fazer mal a Davi e o próprio Saul, o mandante, “se esqueceu” do que ia fazer contra Davi e teve esta experiência espiritual tremenda.

A profecia é uma das manifestações espirituais descritas em I coríntios 12, mas há outros dons e manifestações, sendo que uma das que causou mais polêmica nos últimos anos no Brasil foi a dança, que por muitos é quase desprezada ou vista como um ministério secundário.

Compreendo perfeitamente a resistência quanto a dança, mas já vi ministérios tremendos de dança ministrando às pessoas no templo.

O Diante do trono tem um ministério formidável de dança, a igreja Bíblica da Paz em São Paulo, foi pioneira nesta manifestação e causou um certo alvoroço quanto se apresentou pela primeira vez na TV nos anos 90.

Eu já fui extremamente abençoado com ministérios assim e os apoio integralmente. Para mim, as passagens bíblicas que falam sobre dança são mais do que suficientes para dar embasamento à prática, sem contudo ser uma ordenança, pois não é.

Creio que esta questão se assemelhe a questão da comida que Paulo fala aos Romanos:

” Ora, quanto ao que está enfermo na fé, recebei-o, não em contendas sobre dúvidas.

Porque um crê que de tudo se pode comer, e outro, que é fraco, come legumes.

O que come não despreze o que não come; e o que não come, não julgue o que come; porque Deus o recebeu por seu. Quem és tu, que julgas o servo alheio? Para seu próprio senhor ele está em pé ou cai. Mas estará firme, porque poderoso é Deus para o firmar.

Um faz diferença entre dia e dia, mas outro julga iguais todos os dias. Cada um esteja inteiramente seguro em sua própria mente. quele que faz caso do dia, para o Senhor o faz e o que não faz caso do dia para o Senhor o não faz.

 O que come, para o Senhor come, porque dá graças a Deus; e o que não come, para o Senhor não come, e dá graças a Deus.

Porque nenhum de nós vive para si, e nenhum morre para si. Porque, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. De sorte que, ou vivamos ou morramos, somos do Senhor. ” Romanos 14:1-8

Uma coisa não invalida a outra de forma alguma! Viver uma vida de santidade não deve impedir ninguém de dançar para o Senhor. Dançar para o Senhor não pode ser comparado a não ter uma vida que agrade a Deus. Esse pode ser um julgamento muito raso e perigoso.

A verdade é que é muito difícil agradar a todos. Foi justamente isso o que nos ensinou Jesus nesta passagem de Mateus 11:17-19, na qual Jesus diz:

“E dizem: Tocamo-vos flauta, e não dançastes; cantamo-vos lamentações, e não chorastes.
Porquanto veio João, não comendo nem bebendo, e dizem: Tem demônio.
Veio o Filho do homem, comendo e bebendo, e dizem: Eis aí um homem comilão e beberrão, amigo dos publicanos e pecadores. Mas a sabedoria é justificada por seus filhos.”

Você deve estar se perguntando: o que a dança tem a ver com o ministério profético?

Na verdade, tudo. Esta foi apenas uma alusão para dizer que para ser verdadeiro profeta do Senhor, é necessário a mesma entrega à música tocada daquele que dança. É preciso ouvir a voz do Espírito Santo, o seu Ritmo, as suas pausas, o seu silêncio e o seu agir.

Devemos ter Prudência ao julgar e qualificar quando é uma coisa ou outra, pois só Deus conhece realmente as intenções de cada um.

O padre Jonas, da canção nova, tem um livro intitulado “Músicos em ordem de batalha“…

Se não me engano, é justamente neste livro em que ele compara o músico com o “jumentinho de Jesus“… Sabe aquele que entrou em Jerusalém carregando nosso senhor?

As pessoas aplaudiam a Jesus, batiam palmas e, com ramos nas mãos, diziam “baruk raba besen adonai” ( bendito o que vem em nome do Senhor…).

Bem, eram tantos aplausos e festa que o jumentinho podia se enganar e acreditar que toda aquela festa era pra ele e não para aquele que estava (literalmente) sobre ele.

A função do jumento era simplesmente levar o Senhor Jesus Cristo até as pessoas, mas ele mesmo não é nada além de uma montaria para levar o rei. A Função de um profeta ou ministro de um  Louvor é a mesma.

Como ministro dirigente de louvor, muitas vezes, usei este exemplo para dizer aos músicos que a tentação para quem canta ou ministra algum tipo de arte para o senhor é a mesma de Lúcifer: querer ser louvado ao invés de Louvar.

É necessário cuidado, zelo e atenção para não ultrapassar a fronteira de dar toda a glória a Deus, mas ao mesmo tempo não se deve impedir o louvor, o canto ou a dança pensando que todos se desvirtuarão.

Os meios de Deus transmitir a sua palavra

O profeta é simplesmente um dos meios de Deus nos comunicar a sua palavra. Um microfone não é a fonte da voz, é apenas o meio pelo qual ela será guiada de uma pessoa até os aparelhos de som. Os canos que trazem a água de uma represa até as casas circunvizinhas só terá importância  e valor se a água efetivamente chegar até as casas, senão de nada servirá.

Você pode ficar chocado com esta minha afirmativa, mas saiba que Deus pode usar até falsos profetas para entregar profecias verdadeiras  ( I Rs cap. 13) ou  mesmo homens que o desagradam, como o sumo sacerdote que ordenou a morte de nosso Senhor Jesus Cristo (Jo 11:51), para o mesmo propósito.

O senhor diz que, caso os homens não falem o que ele quer dizer, ele pode fazer até mesmo que as pedras o façam ( Lc 19:40), ou uma jumenta como fez como Balaão ( Nm 22:28).

Se Deus pode usar pedras e jumentas para profetizar em seu nome, não é coerente que homem algum se gabe por ser profeta, pois mesmo o velho narrado no capítulo 13 de I Reis, que havia entregue ao homem de Deus um falso tratar da parte do Senhor, em seguida lhe entrega um tratar verdadeiro.

Paulo diz que imperfeitamente conhecemos e imperfeitamente profetizamos ( I Cor 13:9-10).

Por uma análise panorâmica da palavra de Deus podemos concluir que qualquer um pode esporadicamente profetizar da parte de Deus, o que é diferente de um Ministério Profético, que é algo muito mais lento e profundo do que uma mera palavra. Um ministério profético pode durar quarenta anos ou mais.

Os tratares podem durar uma vida inteira e talvez o próprio ministro da profecia não veja a realização ou o cumprimento de suas palavras profética em vida (Hb 11:13), isto porque a palavra profética pode transcender gerações.

Da mesma forma, podemos concluir que  o profeta de Deus nada é a não ser um mero mensageiro de Deus. O dom da profecia não é de forma alguma garantia de salvação para aquele que o tem( Mt 7:22-23).

Certamente muitos profetas serão condenados no dia do juízo. E por quê? Alguém pode perguntar, talvez imaginando que Deus seja injusto. a resposta é simples: Para que ninguém se gabe na presença de Deus por qualquer obra que fizer.( Ef. 2:9/ I Cor 1:29)

Isaías profetizou acerca de Jesus cerca de 740 anos antes. Da mesma forma encontramos em Miquéias, Daniel, Ezequiel, entre outros ministros proféticos, profecias que não se cumpriram em seu tempo.

Estes homens creram em Deus, mas não viram em vida o cumprimento da palavra que o Espírito Santo colocou em seus corações, apesar disso há promessas tremendas de Deus a eles que aguardam o galardão do pai. ( Hb 11: 26,39,40).

Você foi abençoado com o que recebeu nesta página? Então agradeça a Deus e compartilhe com outras pessoas, para que elas sejam abençoadas também!

Se puder, abençoe nosso ministério, o qual não é financiado ou patrocinado por nenhuma igreja, por isso, dependemos da Generosidade de corações como o teu.

Agora você pode ajudar o Ministério ” Joanilson Rodrigues e Marília Rodrigues ” com Depósito  PAGSEGURO do UOL, que é  uma empresa confiável para pagamentos Nacionais e Internacionais.

Você pode escolher a melhor forma de fazer a sua doação (de qualquer valor) de qualquer lugar do mundo:  Cartão de Crédito – Cartão de Débito – Boleto Bancário. Basta clicar na imagem abaixo e seguir as instruções.

Caso não queira doar pelo PAGSEGURO, por favor,  visite a seção Doações.

LEMBRETE

Lembramos que não ficamos de posse de nenhum de seus dados, pois toda doação é feita diretamente ao PAGSEGURO e a quantia que você nos doar, só nos será repassada por eles após 14 dias de sua efetuação, quando expira o prazo para cancelamento de doação.

Você não conhece o PAGSEGURO? É uma empresa da UOL  e é totalmente confiável na qual você poderá fazer a sua doação sem receio algum, pelo método que melhor lhe convier, mas se desejar mais informações prévias sobre o seu funcionamento e idoneidade antes de efetuar a sua doação, por favor acesse as seguintes páginas:

1- PAGSEGURO em português:    https://pagseguro.uol.com.br/sobre_o_pagseguro.jhtml

2- PAGSEGURO in English:

https://pagseguro.uol.com.br/en/how-it-works.html

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s