Maravilhas “em mim” ou “por mim”

Texto de Joanilson Rodrigues

Reflexão Bíblica inicial

“Porque me fez grandes coisas o Poderoso; E santo é seu nome.” Lucas 1:49

“Muitas são, SENHOR meu Deus, as maravilhas que tens operado para conosco, e os teus pensamentos não se podem contar diante de ti; se eu os quisera anunciar, e deles falar, são mais do que se podem contar. ” Salmos 40:5

Eu repreendo e castigo a todos quantos amo….” (Ap 3.19.)

Qual tem sido a base de nosso relacionamento com Deus? O que de fato buscamos em Deus? O que significa: o Senhor fez grandes coisas para comigo ou para conosco?Mais do que uma questão semântica, trata-se de uma questão crucial: desejamos maravilhas por nós ou maravilhas em nós?

Sabemos qual é a diferença entre estes dois conceitos: Aceitar Jesus Salvador ou  Aceitar Jesus como Senhor?Costumo dizer que o mais ímpio dos homens pode aceitar facilmente a Jesus Cristo como seu Salvador pessoal!

Como? Sempre ouvimos dizer que o mundo resiste a aceitar a Jesus Cristo e sua mensagem, como isso pode ser, então?

Bem, se oferecermos a este ímpio (homem sem fé) a possibilidade que Jesus salve seu casamento, suas finanças, seu negócio, sua saúde, seus filhos da morte e acidentes, entre muitas outras coisas de sua vida secular.

Aceitar a Jesus Cristo como “Senhor” já é outro patamar, outra história muito mais profunda e complexa.

Significa passar a ele o controle de todas as coisas: de minhas finanças, de minhas emoções, de minha sexualidade, de meus impulsos, de minha avareza, de meus planos futuros, de meu passado e presente, da escolha da profissão até a escolha do sócio em um empreendimento. Expressa o abrir mão de estar no controle das coisas, deixando a cargo dele a direção de nossas vidas. É o que a bíblia chama de ser guiado pelo Espírito Santo.( Rm 8:14 e Gl 5:18)

Vejamos Romanos 8:14: “Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus.”

Infelizmente, a tendência atual é que cada vez menos encontremos pessoas dispostas a entregarem suas vidas ao Senhorio de Jesus Cristo, ao contrário da “Salvação” nos moldes relatados no início deste texto. É claro que não estamos falando da salvação da alma, mas sim dos negócios terrenos e as coisas  relacionadas a eles.

Abordar esse assunto não é tão simples quanto possa parecer, pois sabemos que as necessidades que permeiam nossas vidas não se resumem às necessidades espirituais, mas se não compreendermos que é justamente nelas estão as fontes de todas as outras necessidades, entraremos para o time dos “maravilhas por mim” e desprezaremos o time dos”maravilhas em mim“.

Como assim…times??Tais conceitos não podem simplesmente se harmonizar? Eles realmente estão em lados opostos?

Maravilhas por mim  são aquelas que Deus pode mudar ao nosso redor. Quando Deus me dá um carro melhor, um salário mais alto, uma casa nova, livra meu filho das drogas, ou um parente de uma doença grave… Em todos estes casos é Deus fazendo maravilhas por mim.

No entanto, quando Deus muda ( ou melhor, me convence a mudar) minha arrogância, ou minha compulsão para mentir, ou minha “esperteza” ao enganar pessoas, ou minha teimosia e, enfim, tudo o que pode manchar o meu caráter, então ele está fazendo maravilhas em mim.

Percebe a diferença entre o que é intrínseco (para dentro, interior) e o extrínseco ( para fora, exterior)?

 Intrínseco e Extrínseco

O texto de Tiago 2 nos traz a seguinte reflexão:  “Mas dirá alguém: Tu tens a fé, e eu tenho as obras; mostra-me a tua fé sem as tuas obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras.”

Algumas pessoas podem, por uma questão interna de conveniência própria, “traduzir”   obras como “situação financeira”. Não sou estudioso do grego, mas certamente são vocábulos muito distantes entre si, mas que se não entendermos isso, nossa mente é facilmente  “reprogramada” para traduzir o termo “obras” como “sucesso temporal”, seja ele financeiro, afetivo, de saúde ou familiar, ou seja, coisas que rodeiam o homem, mas que não são ele.

O materialismo é tão forte e presente nos dias atuais que muitos confundem as coisas que têm com as pessoas que são. Saiba que o teu carro não é você! Mesmo que seja um modelo de luxo de milhares de dólares ou de Reais!

Ei, Artista famoso: O teu sucesso não é você. Aliás, lembre-se de que o “sucesso é apenas uma das estações onde o trem da vida passa“,  parafraseando um pensador.

Então o que vem a ser  “a obra”?

Perguntaram para Jesus qual seria a obra a ser feita e Jesus respondeu, e disse-lhes: “A obra de Deus é esta: Que creiais naquele que ele enviou.” (João 6:29)

Crer não é somente saber teoricamente mas sim “experimentar o sabor”, afinal estas duas palavras tem a mesma origem, é entender profundamente o significado de ter uma experiência única e pessoal com Jesus Cristo.

Contorno vital

Contorno, como o próprio nome diz, é algo que está em volta, ao redor, em torno.

Temos um contorno vital humano que abrange amigos, familiares, colegas de trabalho ou escola e pessoas com as quais somos obrigados, por força das circunstâncias de nossa vida, como no trabalho, no lazer, em grupos sociais ( igreja, turma de balada, de esportes ou estudo).

 Quando estamos no grupo de maravilhas por mim, sempre esperamos que Deus atue nesse contorno.

Fui técnico esportivo por muitos e muitos anos e uma situação recorrente e muito triste que presenciei foi a de um pai dizendo ao filho ao final da competição:

” É, filho! Você foi realmente roubado! Você só perdeu a competição porque “te passaram a perna!”.

 Bem algumas vezes, as crianças podiam realmente ter sido injustiçadas, mas aquela atitude do pai só reforçava um sentimento de que a criança nunca era responsável por nada. Se houvesse fracasso a culpa era desse contorno vital.

 Da mesma forma, milhões de pessoas cresceram aprendendo a culpar professores, más namoradas ( elas  é que não prestavam), maus patrões ( não sabiam reconhecer o valor)…

Bem tudo isso pode sim ser verdade também. Há casos e casos, mas o que quero chamar a tua atenção é para a postura de nossa oração em circunstâncias similares, ou seja , quando somos contrariados. E vou fazer a você uma pergunta óbvia: quando você é contrariado, você costuma pedir a Deus que mude a você ou que mude as circunstâncias?

Bem, eu também! (já presumo a tua resposta)

A nossa tendência é pedir que Deus mude as circunstâncias e dificilmente pedimos que Deus nos mude… mas quando pedimos que ele nos mude, você sabe o que acontece quase imediatamente após a nossa oração?

 Deus faz maravilhas em nós! o Espírito Santo de Deus nos transforma e nos convence tanto do pecado ( o nosso), da Justiça ( de Deus) e do Juízo (prestaremos contas de nossas vidas já sem dívidas se houvermos nos arrependido de fato e perdoado os nossos agressores).

Aliás, é impossível Deus fazer maravilhas em mim, sem passar por alguma questão relacionada ao perdão. Somente quando perdoamos nos assemelhamos realmente a pessoa de Jesus.

Quão grandes maravilhas Deus fez em Estevão, discípulo do Senhor ! Imagine ele recebendo pedradas no rosto, tijoladas na cabeça e em todo o corpo até que sangrasse e fosse ferido com grande gravidade. Imagine-se no lugar dele. O motivo deste sofrimento? simplesmente pregar o evangelho e anunciar boas novas de Jesus Cristo!

Estevão olha para o céu e diz como disse Jesus, o mestre, quando passou pela cruz: “senhor, não lhes impute este pecado… e morreu!”Atos 7:60

Que coisa sobrenatural: Perdoar algozes! Somos incapazes naturalmente de fazer coisas assim, a menos que Deus faça maravilhas em nós.

O menino Davi antes de tornar-se rei de fato, já havia sido ungido secretamente para o reinado pelo sacerdote Samuel porque Deus havia rejeitado a Saul como rei.  Bem, antes de Davi tornar-se rei de verdade e assumir o reinado, ele serviu primeiramente como soldado e depois como músico ao rei Saul. Saul, contudo, tinha ataques de fúria e por motivo torpe resolveu que iria matar a Davi.

O jovem Davi, mesmo correndo o risco de morrer nas mãos de Saul e de seu exército, sempre se dirigia a ele com respeito e reverência chamando-o de o “ungido do Senhor”. Durante a sua fuga, por duas vezes, Davi teve e inequívoca chance de matar a Saul, mas rejeita veementemente. Ele queria o cargo de Rei. Já havia sido ungido pelo sacerdote para isso, portanto tinha “legalidade espiritual” para derrubar Saul e assumir o seu lugar, mas rejeita a tudo isso, simplesmente por esperar o “tempo de Deus”.

Que caráter! Por isso a bíblia o chama de “um homem segundo o coração de Deus” (Atos 13.22). Deus fez maravilhas em Davi, não somente por Davi.

Coisas Visíveis X Coisas Invisíveis

 Tendemos a ser incrédulos por uma questão simples a fé opera no invisível e a razão no visível. Cremos no que vemos e não no que não vemos. O que não vemos a bíblia chama de fé. ( Hb 11:1)

Esaú, por exemplo, o filho primeiro de Jacó, perdeu o seu direito de primogenitura por uma oferta externa: comida em troca de um bem invisível que era a sua primogenitura.

A decisão baseou-se em uma mistura de questões internas  de Esaú (fome) com uma questão pontual externa ( a oferta de comida em troca da primogenitura).

A nossa propensão é para desculparmos Esaú. Arrazoamos que alguém que ceda a tentação em uma circunstância assim, afinal já passava fome há quatro dias e a comida estava disponível ali mesmo, é plenamente escusável. Devemos nos lembrar que toda tentação tem este mesmo apelo de “razoabilidade” que Esaú teve.

 Esaú queria de Deus uma maravilha por ele: sacie a minha fome!

Mas vamos ao exemplo oposto: José no Egito quando morava na casa de Putifar.

Ele era jovem, bonito e certamente possuía os mesmos  hormônios masculinos de todo jovem que o impulsionariam fatidicamente ao sexo, é o “natural”. Mas o que José fez na casa de Putifar foi muito mais “sobrenatural” do que o que ele fez na casa do Faraó, revelando e interpretando os seus sonhos. Na Casa de Putifar podemos afirmar que o Senhor fez Maravilhas “nele” e já na casa do faraó o Senhor  fez maravilhas “por ele”.

O fruto do auto-domínio é uma dos melhores exemplos do que significa Deus fazer maravilhas em mim e não por mim. Este fruto está listado no livro de Gálatas capítulo 5:22-23.

Em provérbios 16:32 a bíblia nos diz que vale mais um homem que domina a si mesmo do que aquele que domina cidades. Dominar a si mesmo é algo Instrínseco. Dominar cidades é algo extrínseco.

 Quando dominamos a nós mesmo, podemos dizer que Deus fez maravilhas em nós.

 Quando alguém dominar uma cidade pode até dizer que “Deus fez maravilhas por ele

José foi vendido como escravo para um Egípcio chamado Putifar. Lá trabalhou tanto e tão bem que enriqueceu o seu senhor. Contudo, devido a sua juventude e beleza, atraiu os olhares e desejos da mulher de Putifar, a qual passou a assediá-lo sempre que o marido se ausentava da casa. O assédio foi tanto que um dia agarrou José com todas as suas forças e arrancou sua roupa.

José lhe disse que aquilo seria abominável porque o seu patrão não lhe negava nada a não ser obviamente a sua esposa. A mulher ficou tão frustrada com a rejeição de José que gritou aos demais empregados para que viessem “socorrê-la” já que o escravo Hebreu que seu marido arranjara havia tentado estuprá-la, conforme as suas palavras. Obviamente que quando Putifar chegou ficou furioso com José e só não mandou matá-lo por conta de seu passado, até ali, íntegro, entretanto mandou-o para a cadeia, talvez até para evitar o falatório e maledicência das pessoas, e ali ele permaneceu por cerca de doze longos anos.

José não ter tido relação sexual com aquela mulher foi realmente algo de sobrenatural. Ele poderia criar vários falsos argumentos para saciar-se com aquela mulher:

” Eu sou escravo aqui…. a escravidão é algo que Deus abomina… então vai ver que Deus quer humilhar a Putifar e por isso está me dando a sua mulher…” ou poderia ainda pensar: ” Que grande oportunidade ! Poderei me tornar o dono de tudo isso se ficar com esta mulher e depois planejar o fim de Putifar… seria uma forma de Deus me restituir tudo o que perdi…” Faria sentido este raciocínio?  Para um ímpio, claro que sim!

Nenhum desses pensamentos, contudo fez morada em José e a nenhum deles ele cedeu.  O Senhor fez maravilhas em José!

Podemos dizer que da mesma forma agiu Davi que já havia sido consagrado em segredo por Samuel como o “novo rei” e teve Saul pelo menos por duas vezes em suas mãos, quando poderia tê-lo matado facilmente, mas rejeitou veementemente a ideia  do assassinato de Saul dizendo que não tocaria no “ungido do Senhor”. O Senhor fez maravilhas em Davi!

Tanto Davi quanto José não tiveram uma mente passiva que aceita quaisquer pensamentos que venham sobre ela. Quando deixamos Deus no domínio, rejeitando até mesmo nosso sucesso ou prazer temporal, ele faz maravilhas em nós porque nos transforma a imagem e semelhança de Jesus Cristo.

Há um filme americano de 2003, chamado “Cold Montain” com a atriz Nicole kidman e o ator Jude Law sobre o qual podemos fazer uma analogia entre o personagem Inman Balis (Jude Law) e o José da bíblia. No filme Inman conhece Ada Monroe (Nicole kidman) e antes de partir para a guerra civil americana dá um único beijo apaixonado em sua amada, já com a arma em punho e a mochila nas costas promete voltar para ela e ela prometa guardar-se para ele.

O filme é impressionante pelas inúmeras oportunidades que o personagem principal tem de saciar o seu desejo sexual, desde prostitutas gratuitas até uma viúva jovem e bonita. Em todas as oportunidades que tem, o personagem rejeita a “oportunidade” de ter outras mulheres por uma questão de fidelidade. E esta é talvez a palavra chave de nosso texto para entendermos o que seja “Deus fazer maravilhas em mim e não por mim“.

É maravilhoso que alguém tenha o poder de vingar-se e não o faça.

É maravilhoso que alguém possa adulterar, mesmo sem ser pego, e não o faça.

Não pecar por falta de oportunidade não é de forma alguma sinônimo de santidade.

Mendigos ou humildes faxineiros de aeroportos que devolvem malas de dinheiro encontradas casualmente não são “bobos”, muito menos “trouxas”, são pessoas admiráveis em quem o Senhor fez maravilhas.

Há inúmeros exemplos de pessoas que permitiram que Deus fizesse maravilhas por outros através delas: Martin Luther King e Madre Teresa de Calcutá são apenas dois exemplos em um universo gigantesco de testemunhas do Senhor.

A grande pergunta  

Deus só quer fazer maravilhas em mim? Ele não fará nada por mim?

Esta segunda pergunta é a única na mente de milhões de famintos ao redor do mundo.

Provavelmente ainda há milhares e milhares de crianças abandonadas na mesma cidade em que você vive.

O mundo vendo as guerras, a fome e o sofrimento humano costuma perguntar: “E Deus? Por que Deus não faz nada para aliviar o sofrimento das pessoas? será que ele de fato existe?”

Milhões de religiosos e teólogos se esforçam para responder a esta pergunta de um modo razoável, mas a verdade é que a resposta verdadeira tem a ver com os dois questionamentos propostos neste presente artigo.

Saiba que Deus tem um corpo na terra. É um corpo espiritual, mas que tem um forma física. O cérebro, o cabeça deste corpo é Jesus Cristo.

Cada pessoa que o aceita como Senhor passa a integrar seu corpo, se tornando “membro de Cristo.”

Quais são os membros de um corpo? Os pés, as mãos , os braços, as pernas.

Quando Deus quer amparar alguém na terra, ele usa o seu próprio corpo o qual chamamos de igreja. Entenda que não tem nada a ver com aquilo que você e eu chamamos de Instituição Igreja. Organizações com CNPJ.Estou falando de  Organismo vivo e não de organizações.

Pessoas podem pertencer a estas organizações religiosas e não fazerem parte do verdadeiro Corpo de Cristo.

Quem faz parte, então deste corpo? Somente os que obedecem à ordens da Cabeça, que é Cristo. São aqueles que renderam-se ao Senhorio de Jesus Cristo.  São os que lavaram e alvejaram as suas vestes no sangue do cordeiro. São aqueles que tem a Jesus Cristo como o único Senhor e salvador de suas vidas, que abriram as portas de seu coração para ele entrasse e reinasse no templo vivo do senhor que são seus corpos.

Pessoas em quem Deus fez maravilhas não serão mesquinhas jamais e nem buscarão a prosperidade com o único fim de regozijarem-se neste vida e de esbandalhar o que ganharam. Não! Se Deus nos der prosperidade, ele espera que haja em nós generosidade.

Você a esta altura poderá dizer: mas, Joanilson… eu conheço muitas pessoas ricas ou prósperas que não são generosas.. ao contrário…. Como explicar a sua atitude, então?

A resposta é simples: Elas prestarão contas diretamente a Deus por tudo o que ele fez por elas e por que rejeitaram o que Deus iria fazer nelas (em seu coração e caráter) através dos frutos advindos do Espírito Santo.

A verdade é que vivemos dias onde o interesse geral estará somente no que Deus pode fazer “por mim”. Um grande multidão rejeitou a Jesus por causa disso. Leia o meu outro artigo: ” O aparente Fracasso de Jesus Cristo e adoutrina do triunfalismo

Eu sei que quando ouço um testemunho de libertação verdadeira o meu coração se enche de alegria porque vejo o evangelho sendo vivido nas almas que Jesus está salvando. É maravilhoso ouvir um novo convertido dizer: “fui liberto das drogas!” Outro dizer “Deus me libertou do adultério”…Alguém dizendo “Deus me libertou do vício da mentira”…

 O que estas pessoas estão dizendo é ” O senhor fez maravilhas em mim!”

 E eu quero ser instrumento para fazer as maravilhas de Deus por alguém que o Senhor indicar, servindo com tudo o que tenho e sou! Para que ele seja glorificado através de minha vida!

Você foi abençoado com o que recebeu nesta página? Então agradeça a Deus e compartilhe com outras pessoas, para que elas sejam abençoadas também!

Se puder, abençoe nosso ministério, o qual não é financiado ou patrocinado por nenhuma igreja, por isso, dependemos da Generosidade de corações como o teu.

Agora você pode ajudar o Ministério ” Joanilson Rodrigues e Marília Rodrigues ” com Depósito  PAGSEGURO do UOL, que é  uma empresa confiável para pagamentos Nacionais e Internacionais.

Você pode escolher a melhor forma de fazer a sua doação (de qualquer valor) de qualquer lugar do mundo:  Cartão de Crédito – Cartão de Débito – Boleto Bancário. Basta clicar na imagem abaixo e seguir as instruções.

Caso não queira doar pelo PAGSEGURO, por favor,  visite a seção Doações.

LEMBRETE

Lembramos que não ficamos de posse de nenhum de seus dados, pois toda doação é feita diretamente ao PAGSEGURO e a quantia que você nos doar, só nos será repassada por eles após 14 dias de sua efetuação, quando expira o prazo para cancelamento de doação.

Você não conhece o PAGSEGURO? É uma empresa da UOL  e é totalmente confiável na qual você poderá fazer a sua doação sem receio algum, pelo método que melhor lhe convier, mas se desejar mais informações prévias sobre o seu funcionamento e idoneidade antes de efetuar a sua doação, por favor acesse as seguintes páginas:

1- PAGSEGURO em português:    https://pagseguro.uol.com.br/sobre_o_pagseguro.jhtml

2- PAGSEGURO in English:

https://pagseguro.uol.com.br/en/how-it-works.html

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s