A diferença entre ser fiel e ser simpatizante_O dízimo das primícias

Todos os textos são de autoria de Joanilson Rodrigues, fique livre para copiá-los desde que sempre cite o autor (Joanilson Rodrigues) e a fonte (www.comunidadegileade.wordpress.com) .

Muito mais do que um mero estudo sobre o dízimo, esta é uma reflexão sobre o que é o verdadeiro Cristianismo e como podemos responder ao chamado de Jesus. A mensagem é realmente um desafio sobre as nossas convicções mais profundas e sinceras, mas também àquelas mais ocultas e hipócritas sobre as palavras de Jesus Cristo e nos convoca para tomarmos, cada um, a nossa cruz.

É sim um chacoalhão e realmente difere das reflexões tradicionais que querem simplesmente forçar as pessoas a contribuirem apenas pelo dinheiro e não por amor ao evangelho.

É uma reflexão totalmente diferente sobre as nossas prioridades, atitudes e escolhas, sobre ofertas e sobre o dízimo, porque não é baseada no tradicional estudo do livro de Malaquias, capítulo 3, que trata sobre o dízimo.

Sabemos dos ladrões que fazem do evangelho fonte de lucro (I Tm 6:5-10). São homens enganadores, fraudulentos, mentirosos, gananciosos. Deverão prestar contas ao Altíssimo de forma terrível porque o julgamento começará pela casa de Deus (I Pe 4:17), ou seja, por aqueles que se auto-intitulam cristãos.

 O cenário atual é terrível e envergonha os verdadeiros cristãos. Há igrejas, por exemplo, pedindo o “trízimo”( 30% da renda). Há igrejas sugerindo para os membros fazerem empréstimos bancários para poderem dizimar. Quanta manipulação e mentira, meu Deus!

Mas isso, por si  só, não nos autoriza a reinterpretarmos a bíblia para desobedecê-la( II Pe 1:20-21).

A grande questão a ser respondida por cada um de nós deve ser: realmente honramos a Deus em todas as áreas de nossa vida, inclusive a financeira?

Jesus é “O” senhor realmente de tudo em minha vida?

Ele deve ser Senhor de minha sexualidade! Ele deve ser senhor de minha afetividade!

Jesus deve ser o Senhor do meu passado, do presente e do meu futuro!

Este estudo nos mostra que devemos reconhecer a Deus em todos os nossos caminhos (Provérbios 3) e honrá-lo verdadeiramente em todos eles.

Honrar a Deus com os lábios ao fazer uma oração ou pregar a palavra é algo bom, mas reflete apenas um fragmento do que é dar a vida por Deus.

Um homem pode dizer que “ama de coração” os seus filhos, mas se na vida real (e não no seu coração) prefere “investir” o seu dinheiro prioritariamente no seu próprio conforto e prazer pessoal, ele é um hipócrita.

Separado de sua mulher, ele luta para adquirir um carro mais novo ou uma moto potente para ir às baladas ou à diversão com amigos e prefere deixar para “a mãe das crianças” a tarefa do sustento de seus filhos com o ônus unilateral de comprar fraldas, leite em pó, roupas, pagar escola e os passeios escolares, gastar com medicamentos e planos de saúde,entre muitas outras despesas…

Assim são os novos cristãos do século XXI: Sem comprometimento, se tornaram meros simpatizantes do evangelho e não são mais capazes de dar a vida por Cristo ou ainda “aborrecer  a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos , e irmãs, e até mesmo a sua própria vida..” Conforme o evangelho de Lucas, capítulo 14, versículo 26.

São apegados ao dinheiro e se estribam no pensamento de que “se há alguns religiosos ladrões e manipuladores, todos os outros na verdade devem ser também, por isso não contribuo financeiramente com obra cristã alguma”, pensa ele.

O desafio lançado nesta mensagem deve confrontar esse pensamento para provar que a questão central não é esta (a de que todos os ministros do evangelho do mundo são corruptos), mas sim o sentimento de avareza e amor ao dinheiro que domina os corações. Para os que detém tal pensamento, durante a mensagem foi feito o seguinte convite:

” Se você não confia em padre ou pastor algum, está bem! Faça então o seguinte: suba no alto de uma montanha, faça uma oração de agradecimento por tudo o que Deus te deu. Reconheça-o como sendo o real e único provedor de todo o dinheiro que chegou às tuas mãos, separe o dízimo (10%) e deixe alí para que o vento ou passarinhos possam levar a tua oferta embora e assim provar a Deus que você o honra mesmo que não confie nos homens…”

Não acredito na prosperidade “em si mesmada” ( sem propósitos, com o objetivo único em “si mesma”, para satisfazer os seus desejos próprios).

Muitos dizem que tudo o que tem ou conquistaram na vida (dinheiro, bens, saúde e família) é “Graças a Deus”, mas na prática, são incapazes de reconhecê-lo sendo generosos em ofertas para com a obra de Deus e para com seu próximo.

Acredito de coração que qualquer área de nossa vida em que optamos por deixar Deus de fora para nos tornarmos os senhores dela (Afetividade, finanças, relacionamentos, negócios e escolhas…) destituímos o senhorio de Jesus Cristo em nós e ficamos desmoralizados para pedirmos a sua ajuda, porque Jesus, muito mais do que o Salvador (de finanças, saúde, relacionamentos, negócios) deve ser o Senhor (o dono, o proprietário) de nossas vidas. Jesus não é o “Gênio da Lâmpada” que eu faço pedidos e não preciso ter compromisso algum com ele.

O Senhor diz, no livro de Joel, capítulo 1, que há vários tipos de gafanhotos que são o símbolo da destruição de plantações, inclusive semeaduras profissionais e financeiras que fazemos em nossas vidas.

Para que o senhor repreenda o devorador (Malaquias 3:10-11) é necessário entregar essa área financeira de nossas vidas ao senhorio de Jesus Cristo devolvendo o dízimo ao Senhor com alegria. Se, ao contrário, retivermos a parte do Senhor, damos legalidade à Satanás para agir e dominar em nossa vida aquilo que optamos em não entregar a Deus. Pois quando tomamos algo que Deus não nos deu, pode ser tirado de nós algo que ele nos deu. Já ministramos essa palavra e em breve o seu áudio estará postado aqui também.

 O salmo 100 diz: “Servi a Deus com alegria”.

Doar sem alegria e sem amor não tem mérito algum segundo escreveu o apóstolo Paulo em I Coríntios 13:3 (E ainda que distribuísse todos os meus bens para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria).

Doar para ser visto pelos homens também não tem o mesmo valor de uma doação incógnita.(Mt 6:2-4)

Outros vivem uma vida religiosa indo a igreja, ouvindo mensagens, cantando ou até pregando o evangelho,  mas como o jovem rico, a quem Jesus mandou vender todos os seus bens e dar aos pobres se entristeceu e não conseguiu mais seguir a Jesus… Assim muitos fogem do assunto e querem apregoar que dizimar é errado porque há verdadeiros ladrões pregando sobre este assunto. No entanto, quando passam por dificuldades financeiras em suas vidas não hesitam em clamar pela ajuda de Deus.

O fato de Satanás haver semeado joio com o trigo não quer dizer que o trigo deixe de ser trigo e produzir pão. Para muitos (na verdade, para a maioria) hoje é quase impossível discernir quem ama o dinheiro e quem ama de fato as vidas perdidas que são levadas à igreja da mesma foma que o “samaritano” da parábola contada pelo Senhor Jesus, levou aquele homem ferido à hospedaria e disse que pagaria o excedente de qualquer gasto quando ele voltasse. Só mesmo o Espírito Santo de Deus o pode.

Quando a igreja já estiver abastecida, ela poderá e deverá se ocupar, de tempos em tempos, em ajudar muito mais os desvalidos e aflitos deste mundo e não somente os seus filhos da fé, os quais devem ter a primazia, ou seja, devem ser ajudados primeiramente (Galátas 6:10) mas não exclusivamente, pois a  palavra nos exorta a fazermos o bem a todos.  É exatamente o que ensina o capítulo 26 do livro do Deuteronômio, especificamente no versículo 12.

Alguns chegam a afirmar que dízimo era só para o antigo testamento e que isso foi abolido no novo. De fato, na igreja de Atos dos apóstolos vemos algo extraordinário quanto a isso, porque não davam apenas o dízimo e sim a totalidade de seus ganhos.  (Atos 2:45) Claro que os Cristãos do início eram muito mais sensíveis às necessidades de seus irmãos, pois repartiam seus bens “conforme a necessidade de cada um”.

O texto de provérbios 3 nos diz que podemos ter bom nome aos olhos de Deus e dos Homens e que devemos reconhecer a Deus em todos os nossos caminhos e dar das primícias de toda a nossa renda (versículo 9). Muitos não se importam em dar a Deus seu louvor, sua oração ou sua pregação, mas quando se trata de devolver (sim, devolver porque Deus é que é o grande doador da vida e dos bens que temos) a história é outra.

A avareza é sim a verdadeira idolatria, segundo Paulo escreveu aos Efésios (5:5). Avareza é apego excessivo aos bens e ao dinheiro. Não doar, nada mais é do que a personificação da avareza e apego ao dinheiro, camuflado na justificativa de que os ministros do evangelho é que o são.

 O que nos chama a atenção na bíblia é que quando o Senhor “pede” doações para alguma causa, ele o faz justamente para as pessoas que não estavam dispostas a doarem ou a “abrirem mão” do dinheiro.

Veja esses exemplos:

1.( Números capítulos 22 a 24) Balaão com o rei Balaque: Deus manda o anjo da morte encontrá-lo porque Balaão estava de olho na recompensa que podia ganhar do rei e não em cumprir os desígnios do Senhor.

2.(Josué 7:1-26) Acã no acampamento escondendo o Efó proibido: Deus havia proibido de se pegar qualquer coisa do acampamento inimigo, mas Acã desobedece e esconde um manto dourado. Acaba sendo morto por apedrejamento juntamente com sua família.

3.(II Rs 5:20-27) Geazi, ajudante do profeta Eliseu corre atrás de Naamã, general Siro que havia sido curado da lepra e pede uma “recompensa” que havia sido proibida por Eliseu. Depois disso, Geazi contrai a lepra de Naamã até morrer. Era para ele abrir mão do dinheiro para ser abençoado, mas ele ao contrário quis reter aquilo que Deus havia proibido que se retivesse.

 Assim também é o dízimo. O Senhor nos deu tudo, podemos ficar com 9 de cada 10 frutos que chegarem às nossas mãos, mas um, apenas um fruto, é do Senhor para que haja mantimento em sua casa (Ml 3;10). Se puder, olhe bem para a capa que ilustra o título do áudio deste estudo para que esta ilustração faça ainda mais sentido para você.

4.(MT 19:21) O jovem Rico: Ele pergunta a Jesus o que me falta? e Jesus lhe diz para vender tudo o que tem, dar aos pobres e seguí-lo. Ele, cabisbaixo, vai embora porque possuía muitos bens.

5.(Atos 5: 1-11) Ananias e Safira: morreram por esconder o dinheiro. Eram totalmente livres para doarem ou não, mas para ganharem prestígio, afirmaram que estava todo o dinheiro ali. Cairam mortos aos pés de Pedro.

Já quando Jesus entra na casa de Zaqueu, nada lhe foi pedido, no entanto, Zaqueu(Lc 19:8) quis restituir o quádruplo do que roubou das pessoas e metade dos seus bens doou aos pobres. Não precisamos fazer muita conta para entender que Zaqueu ficou financeiramente pobre quando Jesus entrou em sua vida, mas o que significa ter dinheiro quando se está diante do rei dos reis e do Senhor de todo ouro e toda prata do mundo? ( Ageu 2:8)

O reino dos céus também não é comida e nem bebida e, para quem o encontra, todos os tesouros do mundo perdem o seu valor. (Rm 14:17/ Mt 13:44-46)

Jesus fala bem da oferta da viúva pobre( Lc 21:1-4) que deu do seu sustento e não do que sobrava, mostrando que o que importa não é o quanto doamos, mas sim o como doamos.

O rei Davi repreende a “facilidade” que Araúna lhe oferecera para que prestasse “gratuitamente” sacrifícios ao Senhor dizendo-lhe :
II Sm 24: 24″Mas o rei disse a Araúna: Não! antes to comprarei pelo seu valor, porque não oferecerei ao Senhor meu Deus holocaustos que não me custem nada. Comprou, pois, Davi a eira e os bois por cinqüenta siclos de prata.25   E edificou ali um altar ao Senhor, e ofereceu holocaustos e ofertas pacíficas. Assim o Senhor se tornou propício para com a terra, e cessou aquela praga de sobre Israel. “

Quanto a dizer ao mais pobre:” não oferte!” Apesar disso parecer ter um fundo humanitário respaldado na palavra que diz que cada um deve contribuir segundo as suas posses (Dt 16:17; Lv 14:30; Lv 27:8; Esdras 2:69; II Cor 8:12), na verdade, significa que quem ganhar pouco, dará do pouco que ganhou e quem ganhar muito, do muito que ganhou contribuirá. A regra de devolver dez por cento de qualquer que seja o valor que nos chegou às mãos, nos  faz compreender qual deve ser a nossa relação justa com Deus, sejamos nós pobres ou milionários financeiramente.

Deu enviou o profeta Elias a Sarepta para ser sustentado pela mulher mais pobre da cidade e não pelo homem mais rico.(I Reis 17) .

 Amada irmã, amado irmão, desejamos que o Espírito Santo de Deus te convença de todas as coisas. Faça como os moradores da Beréia que depois de ouvirem o apóstolo Paulo pregar, estudavam a palavra para saber se as escrituras de fato confirmavam a sua pregação. Recomendamos que você separe todos os versículos e capítulos aqui citados e os releia depois de orar a Deus pedindo que o Espírito Santo do Senhor te convença de Todas as coisas. Ouça também a mensagem de áudio que está no final desta página. Fique com Deus. Amém.

Estudo de Joanilson Rodrigues

Saiba um pouco mais sobre o meu ministério.

Eu  e Minha esposa, Marília, já investimos bastante de nosso dinheiro para comprar equipamentos para realizarmos estas gravações digitais que estão neste site.

O irmão Paulo Borba doou 20 dólares para que o site mantenha no ar por um ano os nossos áudios. Em 2011 teremos que pagar novamente se quisermos manter essas mensagens no ar.

 Eu e minha esposa nos alegramos em dar mais do que o dízimo de nosso trabalho e labor.

 Caso você se sinta abençoado pelas nossas mensagens e missão de levar a palavra a todos que sofrem em qualquer lugar do mundo e queira contribuir financeiramente, será uma alegria e honra receber a tua doação.

Você foi abençoado com o que recebeu nesta página? Então agradeça a Deus e compartilhe com outras pessoas, para que elas sejam abençoadas também!

Se puder, abençoe nosso ministério, o qual não é financiado ou patrocinado por nenhuma igreja, por isso, dependemos da Generosidade de corações como o teu.

Agora você pode ajudar o Ministério ” Joanilson Rodrigues e Marília Rodrigues ” com Depósito  PAGSEGURO do UOL, que é  uma empresa confiável para pagamentos Nacionais e Internacionais.

Você pode escolher a melhor forma de fazer a sua doação (de qualquer valor) de qualquer lugar do mundo:  Cartão de Crédito – Cartão de Débito – Boleto Bancário. Basta clicar na imagem abaixo e seguir as instruções.

Caso não queira doar pelo PAGSEGURO, por favor,  visite a seção Doações.

LEMBRETE

Lembramos que não ficamos de posse de nenhum de seus dados, pois toda doação é feita diretamente ao PAGSEGURO e a quantia que você nos doar, só nos será repassada por eles após 14 dias de sua efetuação, quando expira o prazo para cancelamento de doação.

Você não conhece o PAGSEGURO? É uma empresa da UOL  e é totalmente confiável na qual você poderá fazer a sua doação sem receio algum, pelo método que melhor lhe convier, mas se desejar mais informações prévias sobre o seu funcionamento e idoneidade antes de efetuar a sua doação, por favor acesse as seguintes páginas:

1- PAGSEGURO em português:    https://pagseguro.uol.com.br/sobre_o_pagseguro.jhtml

2- PAGSEGURO in English:

https://pagseguro.uol.com.br/en/how-it-works.html

Saiba mais…

Clique na imagem abaixo para ouvir o áudio. tenha um pouco de paciência, leva apenas alguns segundos.